sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Curso de medicina do Ceará alcança excelência no Enade

Já se sabia que a excelência dos selecionados em concorridos vestibulares, com mais de sessenta candidatos por vaga, avalizaria um grande diferencial do curso de Medicina da Uece, configurando um alto nível dos seus ingressantes.
O fato se confirmava nas avaliações parciais das primeiras turmas, em várias seleções para estágios hospitalares, quando os alunos da Uece ocupavam as melhores posições desses certames, quando comparados com acadêmicos de outras escolas médicas cearenses. Os resultados colhidos nos ENADE de 2004 e de 2007 revelaram que os alunos da UECE, apenas inscritos na categoria “ingressantes”, fincaram o segundo e o terceiro lugares, respectivamente, no “rank” nacional, conferindo uma farta visibilidade à UECE.
A performance de nossos egressos vinha sendo bem aquilatada nos processos seletivos de Residência Médica, quando os formados de 2008, 2009 e 2010 galgaram honrosas posições, fazendo jus a um bom número de vagas, em disputados programas, tanto do Ceará como de outros estados. Tal desempenho aportara um imenso júbilo ao nosso corpo docente, congregando efetivos e professores de práticas médicas das instituições parceiras, bem assim aos seus familiares.
Aguardava-se, no entanto, com intensa expectativa, a primeira avaliação de desempenho de “concluintes”, aplicada aos concludentes de 2010, submetidos ao ENADE, em 21/11/2010, pudesse atestar a qualidade dos nossos formandos, possibilitando o cotejamento, por meio de um cuidadoso exame de caráter nacional, com os dos demais cursos médicos brasileiros.
Após um ano de espera, o MEC tornou públicos esses resultados, aliás bastante alvissareiro para a Uece, no tocante ao seu Curso de Medicina, que figurou no rol de vanguarda, composto por 22 cursos que obtiveram nota cinco no ENADE e Conceito Preliminar de Curso quatro. No detalhamento desses melhores cursos, o da Uece foi o único do Ceará, posicionando-se em terceiro no Nordeste e em décimo terceiro do Brasil, entre os 177 avaliados.
Indubitavelmente, o expressivo êxito demonstra que, a despeito das limitações materiais institucionais, a boa semente foi plantada em terreno fértil, recebeu bons insumos, e frutificou esplendorosa. Espera-se, agora, que o Estado do Ceará propicie a absorção de mais professores efetivos e a construção de um complexo hospitalar no próprio campus, para que os cearenses possam seguir contando com médicos bem preparados.
Prof. Dr. Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Ex-Coordenador do Curso de Medicina da UECE

* Publicado In: O Povo, Opinião, de 25 de novembro de 2011. p.7.

Um comentário:

 

Free Blog Counter
Poker Blog