segunda-feira, 25 de setembro de 2017

UM ALERTA (Depressão e Suicídio entre Médicos Estagiários e Residentes)


Meraldo Zisman (*)
Médico-Psicoterapeuta
As organizações nacionais (dos Estados Unidos) deverão abordar a saúde mental dos residentes e bolsistas, propondo estratégias para a educação integral, rastreio e tratamento destas nosologias psíquicas.
Nos primeiros dois meses do ano letivo 2014-2015, ocorreram dois suicídios de jovens médicos residentes, na cidade de Nova York.
Em resposta a essa ocorrência, um estagiário da Faculdade de Medicina da Universidade de Yale escreveu um artigo de opinião no New York Times, destacando a ligação entre a formação médica e o isolamento, depressão e suicídio, principalmente entre os recém-formados.
Para aqueles que não sabem: suicídio entre os médicos é uma ocorrência comum. Segundo a Fundação Americana para a Prevenção do Suicídio, 300 a 400 médicos cometem suicídio a cada ano, cerca de 1 médico por dia. A formação médica envolve inúmeros fatores de risco para a doença/distúrbios mentais, tais como transição de papéis, diminuição do sono, traumas, mortes, doenças, tragédias e muitos outros acontecimentos inerentes à sua vida profissional.
A “deslocalização” aumenta a sensação de isolamento e falta de apoio, e é fato berrante para esses jovens doutores e doutoras jogadas em ambulatórios onde o diabo perdeu as botas. Um conjunto de testes demonstrou que a residência médica, os estágios, e outras formas de treinamento médico, são de alto risco no que concerne a depressão e pensamentos suicidas.
Muitos programas de treinamento não têm sido capazes de identificar e fornecer tratamento, de forma sistemática, para estes residentes, bolsistas, estagiários.
As organizações nacionais americanas, como o Conselho de Avaliação da Educação Médica Superior (ACGME), tentam, sem muito sucesso, abordar a saúde mental dos residentes e bolsistas, propondo estratégias de educação integral, rastreio e tratamento.
Conferir: Matthew L. Goldman, MD, MS 1; Ravi N. Shah, MD 2; Carol A. Bernstein, MD 3 1 Departamento de Psiquiatria da Columbia University Medical Center, New York, New York 2 Instituto New York State Psychiatric, New York 3 Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de Nova York.
O que dizer dos nossos recém-formados desassistidos, jogados em locais isolados, sem orientação, sem apoio, que atendem ao programa Mais Médico para se credenciarem, no ano seguinte ao de sua formatura, a um Novo e Mais Difícil Vestibular, apenas para conseguir talvez (?), maior chance de cursar uma residência médica credenciada, obrigação imposta a eles por quem se arvorou em abrir um novo “enxame” de Escolas Médicas?
(*) Professor Titular da Pediatria da Universidade de Pernambuco. Psicoterapeuta. Membro da Sobrames/PE, da União Brasileira de Escritores (UBE) e da Academia Brasileira de Escritores Médicos (ABRAMES). Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha).

domingo, 24 de setembro de 2017

SILVA E BETH


Por Luiz Gonzaga Fonseca Mota (*)
Ciúme é um estado emocional que, ao longo do tempo, vem sendo estudado por psicólogos, psiquiatras e cientistas objetivando encontrar soluções para esse cruel sentimento. Surge, com maior frequência, no relacionamento entre um homem e uma mulher. Tal comportamento ocorre, em maior escala, pela falta de confiança, pelo desejo de exclusividade e pelo binômio vaidade e inveja. As crises geradas, várias vezes, conduzem a desfechos tristes e covardes. Eis, pois, a estória ficcional de Silva e Beth. Rapaz rico, boa aparência, com curso superior, porém possuidor de temperamento instável. Já Beth, universitária, de classe média, secretária de Silva na sua empresa de informática, era uma moça bela e charmosa. Logo aconteceu um namoro apaixonado entre os dois jovens. Passaram-se alguns meses, o casal resolveu contrair núpcias. Ocorreu o enlace matrimonial, sem proporcionar satisfação à família de Silva. No entanto, viveram felizes e sonhavam com o futuro. Depois de algum tempo, as intrigas e discussões domésticas começaram a surgir. Beth, não mais suportava, saiu de casa e logo conseguiu outro amigo. O jovem entrou numa crise de depressão motivada pelo ciúme que tinha da bonita Beth. Não se conformava com a atitude de sua ex-mulher. Tentou suicídio, ingerindo muitos comprimidos de um remédio antidepressivo. Beth, arrependida, entrou em processo acelerado de desequilíbrio psíquico, chorou copiosamente pelo que aconteceu. No estilo “rodriguiano”, foi à casa de Silva, deu-lhe dois tiros mortais, e em seguida fez um disparo fatal em sua cabeça. Infelizmente, às vezes, a vida é assim.
(*) Economista. Professor aposentado da UFC. Ex-governador do Ceará.
Fonte: Diário do Nordeste, Ideias. 23/6/2017.

OPÇÃO


Por Luiz Gonzaga Fonseca Mota (*)
Observando-se o pensamento de filósofos clássicos, neoclássicos e modernos, nota-se uma preocupação com a verdade e a existência. Por isso, muitos deles foram formadores de Escolas que serviram e ainda servem de orientação às pessoas e, principalmente, às lideranças. Apesar das controvérsias, todos buscaram formas para justificar, de acordo com suas teses e convicções, o sentido da vida, da moral, da ética, da justiça, etc. Ademais, sempre é importante entender que a política é dinâmica, conforme o Estado e Governo, já a ética é permanente. Diante desta linha de raciocínio, para reflexão do leitor, segue um poema/prosa intitulado “Opção”. Para exercer funções públicas é fundamental: pensar no povo e não no poder; defender a liberdade; cumprir as Leis; definir as diretrizes básicas; executar as políticas prioritárias; evitar a corrupção e a demagogia; fugir da fisiologia e do tráfico de influência; ouvir as verdadeiras e sinceras avaliações; desprezar os gananciosos e aduladores; buscar a paz e a justiça; aplicar com honestidade o dinheiro público; beneficiar a população e não os áulicos; estimular, com destaque, a educação; condenar qualquer discriminação; obedecer a consciência crítica; ler mais os poetas e menos os “marqueteiros”.// Será uma utopia? Espero que não. Na democracia o povo vigia. Para o bem da nação. Assim, o povo deve preservar os princípios democráticos, baseados num sistema de instituições construídas na expectativa de garantir a representatividade e a legalidade das decisões políticas. Vale lembrar Luther King; “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons”.
(*) Economista. Professor aposentado da UFC. Ex-governador do Ceará.
Fonte: Diário do Nordeste, Ideias. 16/6/2017.

sábado, 23 de setembro de 2017

Posse de Ricardo Pereira e Paulo Leitão na Academia Cearense de Medicina


A Academia Cearense de Medicina (ACM) realizou ontem à noite, dia 22/09/17, no Auditório da Reitoria da UFC, a solenidade de posse dos seus novos membros titulares: os Profs. Drs. Ricardo Pereira Silva, cardiologista e professor titular de Cardiologia da Faculdade de Medicina da UFC, e Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos, cirurgião, nutrólogo e professor titular de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFC, como ocupantes das Cadeiras 19 e 47, respectivamente, patroneadas pelos médicos Jurandir Marães Picanço e Livino Virgínio Pinheiro. A Cadeira 19 foi anteriormente ocupada por Geraldo Wilson da Silveira Gonçalves e a 47 por João Pompeu Lopes Randal. Os novos acadêmicos foram saudados pelo Ac. Janedson Baima Bezerra.
Ac. Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Membro titular da ACM – Cadeira 18

CONVITE: Celebração Eucarística da SMSL - Setembro/2017


A Diretoria da SOCIEDADE MÉDICA SÃO LUCAS (SMSL) convida a todos para participarem da Celebração Eucarística do mês de SETEMBRO/2017, que será realizada HOJE (23/09/2017), às 18h30min, na Igreja de N. Sra. das Graças, do Hospital Geral do Exército, situado na Av. Des. Moreira, 1.500 – Aldeota, Fortaleza-CE.
CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS!
MUITO OBRIGADO!
Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Da Sociedade Médica São Lucas

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

POSSE DE NOVOS TITULARES DA ACADEMIA CEARENSE DE MEDICINA


A Academia Cearense de Medicina realizará, nesta sexta-feira, dia 22/09/17, a solenidade de posse dos seus novos membros titulares: os professores doutores Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos, médico especialista em cirurgia e metabologia , e Ricardo Pereira da Silva, médico especialista em cardiologia.
O evento terá lugar no Auditório da Reitoria da UFC, às 20 horas.
Os novéis acadêmicos serão saudados pelo Ac. Janedson Baima Bezerra.
Ac. Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Membro titular da ACM – Cadeira 18

O CAUSO DO ZÉ


Por Luiz Gonzaga Fonseca Mota (*)
Minhas campanhas políticas para Deputado Federal, foram difíceis e pobres. A equipe de trabalho era constituída pelo gordo motorista Vandir, apelidado de sargento Garcia, e o assessor de “marketing” “para assuntos aleatórios”, Zé Limeira. Este, filho de Quixadá, ex-chefe dos engraxates do antigo Abrigo Central, era conhecido no Ceará por ser apaixonado torcedor do Ferroviário (Ferrim). Zé não sabia ler e nem escrever, porém fez dois livros. O primeiro foi prefaciado por sua amiga, a imortal Rachel de Queiroz, e o outro tive a honra de fazer a apresentação. Pois bem, percorríamos por terra, numa D-20, várias sedes dos municípios do Estado, inclusive muitos povoados. Nossa propaganda eleitoral: santinhos com a oração de São Francisco, de um lado, e do outro a figura do “Padim Ciço”. Além, evidente, de mencionar o que fiz e ainda pretendia fazer pelo povo cearense. Quando o cansaço chegava dormíamos na camionete. Essa luta desigual começava em julho do ano da eleição. Zé Limeira era o grande incentivador. Conquistávamos votos no corpo a corpo, como se dizia, visitando mercados públicos, praças, estabelecimentos comerciais, forrós, quermesses, etc. Campanhas duras, mas honestas. Certa vez, chegamos a um povoado de um município do Sertão Central. Estava em festa. Era época da novena do padroeiro. Fomos participar do bingo de uma porca. Zé Limeira muito entusiasmado teve sorte e “bingou”. Foi buscar o prêmio e lhe entregaram uma porca de bicicleta. Danou-se, fez uma grande confusão. Conclusão: na eleição passada eu havia conseguido 188 votos naquele povoado e na seguinte 26 votos.
(*) Economista. Professor aposentado da UFC. Ex-governador do Ceará.
Fonte: Diário do Nordeste, Ideias. 9/6/2017.
 

Free Blog Counter
Poker Blog