sábado, 9 de janeiro de 2010

VANTAGENS DE CURSAR MEDICINA NA UECE

O caráter multiprofissional do corpo docente que integra o quadro atual do Curso de Medicina da UECE pode ser expresso pela presença de oito diferentes graduações. Dos cinqüenta professores integrantes do Colegiado do Curso, os 34 médicos são maioria (68%), e, desses, 24 (70,6%) fizeram Residência Médica.
No tocante à maior titulação pós-graduada dos professores, 90% possuem mestrado (28%) ou doutorado (62%), sendo 10% deles, inclusive, com pós-doutoramento. A senioridade na carreira acadêmica pode ser notada pela presença de dois professores visitantes, 27 adjuntos e seis titulares, sendo a Medicina o colegiado que concentra o maior número de titulares dos cursos ueceanos. Apenas 17 (34%) docentes cumprem jornada parcial de trabalho e dos 33, em tempo integral, 17 têm dedicação exclusiva à universidade.
A maioria dos doutores mantém vinculo com a pós-graduação, como integrantes de vários programas de doutorado e de mestrado. Muitos deles possuem projetos financiados por agências de fomento à pesquisa e alguns são detentores de bolsas de produtividade de pesquisa do CNPq, concorrendo para a inserção de dezenas de alunos em seus projetos, com a concessão de bolsas de iniciação científica, resultando em artigos publicados em periódicos científicos e trabalhos apresentados em congressos, com a inclusão estudantil.
A experiência em trabalho na área médica, incluindo atividades assistenciais, é identificada em todos os médicos do corpo docente diretamente envolvido no Curso. Dos demais membros, quase todos exercem funções correlatas à Medicina, notadamente em Saúde Coletiva, ou em pesquisa básica médica.
A limitação de recursos institucionais, dos primeiros anos, tem sido compensada pelo uso engenhoso dos excelentes serviços dos hospitais de referência do Estado e de Fortaleza, e de instituições filantrópicas (ICC e FUNCIPE), mercê do empenho e da dedicação dos corpos clínicos dessas entidades, que muito bem acolhem os discentes da UECE.
Outro importante diferencial do curso reside na excepcional qualidade dos discentes, recrutados em vestibulares, observando a concorrência média de 66,42 candidatos por vaga, o que leva a matricular alunos secundaristas de inegável brilho. Esse fato pode ser ratificado pelo ENADE, que, na categoria de ingressantes, posicionou os acadêmicos da UECE, em 2004 e em 2007, em segundo e em terceiro lugares, do Brasil, respectivamente.
Os vários processos seletivos para estágios hospitalares públicos têm dado destaque à notável performance dos estudantes da UECE, da mesma forma que os preceptores de internato reconhecem o elevado nível e o vivo interesse no aprendizado dos nossos internos, confirmando que ser pequeno, afinal são apenas quarenta novos alunos por ano, pode ser uma vantagem comparativa para melhor preparar futuros médicos.
Prof. Dr. Marcelo Gurgel Carlos da Silva

* Publicado in: Revista MedUECE: Turma Dr. Fábio Machado Landim. Fortaleza, janeiro de 2010. p.5.

2 comentários:

Cassiopéia disse...

O curso de medicina da UECE é realmente o melhor, eu pude conferir isso quando fiz uma visita em aula de campo, fiquei impressionada com a capacidade de informações que os alunos universitarios possuem. Pareciam especialistas quando explicavam sobre as partes do corpo humano e suas funções. Foi a melhor aula de campo que já tive na minha vida. Eu era aluna do colegio da policia militar do Ceara, cursava o 3° ano do ensino medio. Fiquei até interessada na profissão!
Abraços
Cassiopeia Raiza do Nascimento Ribeiro

Ismael disse...

Marcelo Gurgel eu estou prestando enem e o vestibular da uece pra tentar ingressar na medicina e eu gostaria de saber se é verdade que 50% das vagas de hospitais para acadêmicos vão para a rede estadual? ou seja após a disciplina de semiologia quando o aluno vai para o hospital é mais fácil pra galera da uece! aliás gostaria de saber o porque de ter processo seletivo para entrar nos hospitais já que existem tanto o senhor poderia me explicar, aguardo e desculpe o incômodo! :D

 

Free Blog Counter
Poker Blog