domingo, 30 de março de 2014

TRAPAÇAS ACADÊMICAS II



3) O entomólogo Leonardo Gomes, da UFPA (Universidade Federal do Pará), protagonizou outro caso conhecido de plágio acadêmico no Brasil. O pesquisador teve um artigo científico anulado pela revista Neotropical Entomology. No texto, ele teria copiado partes integrais de trabalhos já publicados e um livro sobre entomologia cancelado pela Springer, editora internacional de obras científicas. O docente já se retratou com as pessoas que tiveram trechos de trabalhos citados. Segundo ele, não houve má fé
4) Outra forma de plágio no universo acadêmico são cópias de questões em concursos e vestibulares. Por exemplo, em 2008, o vestibular da UFAC (Universidade Federal do Acre) foi integralmente anulado, pois 15 dos 85 itens da fase objetiva da prova eram "cópias idênticas" de questões aplicadas em vestibulares de outros Estados ou que constavam de apostilas de cursos pré-vestibulares. Todas estavam disponíveis na internet. Em 2013, dois concursos da prefeitura de Londrina foram anulados por suspeita de plagiar questões que haviam caído em outras provas
5) Na política alemã, em especial, os casos de plágios são cada vez mais frequentes. O último envolveu o deputado social-democrata Frank-Walter Steinmeier e sua tese de doutorado sobre os sem-teto, apresentada na universidade Justus Liebig, em 1991. Em setembro de 2013, a instituição abriu o processo sobre o possível plágio. O político chamou a acusação de "absurda". O relatório que investigou a tese com base em um programa de computador apontou 500 trechos com "similaridades" suspeitas e 63% de "probabilidade total de plágio". O caso está sendo investigado
Fonte: UOL Notícias. Março/2014.

Um comentário:

Eduardo Fox disse...

Uma curiosidade, nesta nota da uol eles erraram, pois este "autor" teve o artigo anulado e *mais* um livro inteiro cancelado pela Springer. Na materia eles trocaram o livro como fontes, ficando sem sentido...

 

Free Blog Counter
Poker Blog