sexta-feira, 27 de maio de 2016

JOÃO POMPEU LOPES RANDAL: a fidalguia acadêmica exercitada



João Pompeu Lopes Randal nasceu em Sobral-CE, em 4/01/1932, e faleceu, em Fortaleza, em 8/04/2016. Filho de Randal Pompeu de Sabóia Magalhães e Maria Hilda Lopes, no seio de tradicionais famílias sobralenses, com importante papel na política do Ceará, pois seu pai foi deputado estadual e seu tio, Plínio Pompeu, Senador da República.
Estudou as primeiras letras com as professoras Honorina Passos e Ceci Cialdini. Cursou o Primário, o Ginásio e o Científico, em sua terra natal, no Colégio Sobralense.
Aprovado no vestibular de 1953, da Universidade Federal do Ceará (UFC), graduou-se em Medicina em 1958. Quando acadêmico, foi presidente do Diretório Acadêmico XII de Maio, em 1955, indicando desde cedo a sua vocação de exercer a liderança.
Foi médico do Departamento da Criança da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará em 1959. Em 1960 foi para o Rio de Janeiro, onde cursou pós-graduação em Gastroenterologia, em Radiologia e em Pneumologia na Pontifícia Universidade Católica (PUC).
Ingressou na UFC, como docente, em 1963, lotado no Departamento de Medicina Clínica da Faculdade de Medicina, vindo a aposentar-se como professor adjunto em 1998. Nessa Faculdade, foi professor de Pneumologia, de 1963 a 1981, e de Radiologia, de 1982 a 1994. Ainda na UFC, foi chefe do Serviço de Radiologia do Hospital Universitário Walter Cantídio, de 1993 a 1998; chefe do Departamento de Medicina Clínica do Centro de Ciências da Saúde; e diretor da Divisão Médico-Odontológica.
Foi também médico voluntário do Serviço de Tisiologia da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, de 1975 a 1985.
Foi fundador e diretor-presidente do Hospital Distrital Fernandes Távora, desde a sua instalação em 1974.
Admitido como membro titular da Academia Cearense de Medicina, em 26/01/2001, sendo saudado na ocasião pelo Ac. Antero Coelho Neto, ele assumiu diversas funções diretivas, incluindo a presidência desse sodalício no Biênio 2012-2014.
As pessoas que conviveram com o Dr. Randal guardarão dele a lembrança da sua fidalguia e da sua lhaneza de trato que tão bem exercitava em tudo o que fazia.
Ac. Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Da Academia Cearense de Medicina – Cad. 18
* Publicado In: Jornal do médico em revista, 12(73): 16, março-abril de 2016. (Revista Médica Independente do Ceará).

Nenhum comentário:

 

Free Blog Counter
Poker Blog