sexta-feira, 22 de março de 2019

Posse de Greicianny Carvalho Cordeiro na Academia Cearense de Letras


Ocorreu na noite ontem, 21 de março de 2019, no Palácio da Luz, a solenidade de posse da promotora de justiça e escritora Greicianny Carvalho Cordeiro na cadeira 8 da Academia Cearense de Letras (ACL), a primeira do gênero instalada no Brasil, que se mantém em funcionamento, por ter sido criada em 1994, precedendo à arcádia literária brasileira em três anos, visto que a instalação da Academia Brasileira de Letras aconteceu em 1897.
A solenidade, conduzida pelo Presidente em exercício do sodalício, o professor e intelectual Juarez Leitâo teve como cerimonialista a professora Regina Cláudia Pamplona Fiúza. A Presidente Aca. Ângela Maria Mota de Gutierrez, por meio de uma tocante mensagem, justificou a sua condoída ausência no evento.
O pujante discurso de saudação, proferido pelo Ac. César Barros Leal, em nome dos acadêmicos, foi pautado pela profunda amizade que preserva com a novel confreira, exibindo o quanto ele apreciava o ingresso de sua dileta amiga e colega, traçando dela o trajeto jurídico, mas sem olvidar os dotes literários que ela possui, tecendo comentários sobre a sua produção como poetisa e romancista.
No seu notável discurso de posse, Greicianny Cordeiro recorreu à mitologia grega, temática do seu especial interesse e afeição, como forma de abertura do seu elóquio que encantou a tantos quantos se fizeram presentes em seu seu momento de vitória, quando conquistou a imortalidade literária, auferindo os justos e merecidos louros. Igualmente fez referências ao patrono da sua cadeira, o advogado e jornalista Domingos Olímpio, e aos seus ocupantes predecessores: os médicos Fernandes Távora e Aderbal Sales, concentrando maior atenção, como de praxe, no perfil do último ocupante, ou seja, o escritor, professor e poeta de alma sensível Ac. Horácio Dídimo, cuja vaga fora agora preenchida por Greicianny Cordeiro.
A sessão solene, aberta por belíssimo canto de árias de óperas italianas, foi enriquecida pela presença de literatos e escritores do mundo cultural alencarino, com a participação de integrantes de academias e de sociedades literárias locais, bem como emoldurado por componentes do poder judiciário cearense e operadores do direito.
Um fato incomum, que bem demonstra o zelo de Greicianny Cordeiro para com os seus colegas acadêmicos e com os seus convidados, foi a distribuição da plaqueta contendo as duas peças oratórias lidas na ocasião.

Como já se esperava, a fala de encerramento do Presidente da solenidade, visivelmente emocionado com a recente chegada de tão valorosa escritora à casa de Thomaz Pompeu, contaminou a todos por uma locução que partia do imo de seu coração.
Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Da Academia Cearense de Medicina e da Sobrames/CE


Um comentário:

Paulo Gurgel disse...

ACL, fundada em 1894

 

Free Blog Counter
Poker Blog